fbpx
Bichectomia

Tudo sobre bichectomia: O que é, história, aplicações, preço, procedimento

By junho 15th, 2021No Comments
Tudo sobre a Bichectomia

O que é bichectomia?

Separamos neste artigo as principais dúvidas sobre a bichectomia. Aqui você vai encontrar:

A bichectmonia é um procedimento muito procurado e realizado nos dias de hoje. Apresentamos abaixo uma série de conteúdos para orientar e informar você sobre este procedimento. Conheça agora tudo sobre a bichectomia.

A origem da Bichectomia

Os padrões de estética foram se refinando e se adaptando desde a antiguidade, mas foi, sem dúvida, no século XX que mais se evoluiu na busca da beleza e do bem-estar, padrões estes, que vem sendo construídos sob a influência da sociedade.
Embora exista uma variação dos padrões de beleza facial ao longo dos tempos, princípios básicos como harmonia de formas e medidas devem ser sempre mantidos.

Conceito de Bichectomia

Atualmente, uma face bela é aquela que apresenta conformação suave, proeminências malares salientes com intensidades diferentes de acordo com o gênero, contorno bem definido com linhas mandibulares suaves nas mulheres e mais agressivas nos homens. Um rosto bem delineado com áreas de sombra e luz é o mais comum entre os modelos de beleza e o mais buscado nos procedimentos de estética facial. Quando se demarca uma linha imaginária entre o arco zigomático e a base da mandíbula, cria-se uma área de sombra com leve concavidade que, em contraste com o volume malar, faz a face assumir a forma de um triângulo com vértice direcionado para a região inferior da face. É o que chamamos de “triângulo da beleza”. Embora, atualmente, o formato de face que mais se enquadra nos padrões de estética seja o formato trapezoidal pois o mento apresenta-se com contorno bem definido e paralelo à linha Bipupilar.
Em uma vista oblíqua da face, o contraste de sombra e luz, concavidade e convexidade é determinado pela Curva Ogee, uma linha curva dupla contínua em forma de “S”, que consiste em dois arcos que se curvam em sentidos opostos, referida pelo pintor inglês William Hogarth como “a linha de beleza”. Quando esta curva está presente na face, forma uma convexidade na altura da sobrancelha, que suavemente se curva para dentro na altura onde as pálpebras superior e inferior se encontram, volta a se projetar no malar e novamente se curva para dentro na porção média do terço médio da face lateralmente às comissuras labiais.

A Bichectomia como procedimento da Harmonização facial

A obtenção de um contorno facial dentro dos padrões descritos acima pode ser alcançada com procedimentos de harmonização facial, isolados ou associados, como preenchimento, bichectomia, fios de sustentação e técnicas de estimulo ao colágeno, a partir da criação de volume, remoção dos seus excessos e reposicionamento dos tecidos faciais.

O que é a Bichectomia

Como uma das ferramentas da harmonização funcional e estética dos componentes faciais, a bichectomia é um procedimento cirúrgico que consiste na remoção de parte de um coxim gorduroso profundo localizado entre os músculos masseter e bucinador presente na região das bochechas, o que gera, como consequência, o aumento do corredor bucal e a diminuição tridimensional do terço inferior da face.

A face após a Bichectomia

A diminuição volumétrica da face após a bichectomia pode ocorrer de 2 formas distintas: um simples afinamento do terço inferior com triangularização da face; ou uma marcação côncava na região das bochechas ao lado das comissuras, sendo este o desejo daqueles que procuram essa cirurgia com finalidade estética.
Entretanto, a conformação final da face não depende do desejo do paciente, nem tampouco da habilidade técnica do operador. Depende diretamente do tipo de crescimento ósseo que a face em questão desenvolveu.
Os braquicefálicos, que apresentam crescimento facial horizontal, ângulo mandibular bem marcado, terão como resultado esperado da bichectomia uma face mais magra, evidenciando o perfil quadrado e marcando a área côncava da bochecha.
Já nos dolicocefálicos, que apresentam crescimento facial vertical, a gordura se localiza mais acima anatomicamente, gerando como resultado apenas a redução do volume da face, sem marcação, sendo considerado, muitas vezes, um resultado aquém das expectativas. Para estes tipos de face, a busca pela marcação do côncavo deve se dar, sempre que possível, associando volumização das regiões de malar e definição de contorno mandibular.

Leia também: LENTES DE CONTATO DENTAL: ENTENDA A DIFERENÇA ENTRE FACETAS DE RESINA COMPOSTA E FACETAS DE PORCELANA.

Indicações e contraindicações da Bichectomia

Não se pode prometer para o paciente uma mudança de perfil facial apenas com a bichectomia. Se esse é o desejo, a indicação correta é a associação de procedimentos de harmonização facial e/ou cirurgia ortognática.
Não é possível obter uma mudança de perfil facial com a bichectomia, e sim uma harmonização estética e funcional dos componentes faciais pela diminuição tridimensional da face do paciente.
Outro fator importante a ressaltar é que a diminuição tridimensional do terço inferior da face após a bichectomia somente ocorrerá em faces que apresentem coxins gordurosos externos pouco evidentes. Portanto, as indicações e contraindicações desta cirurgia devem ser consideradas durante a anamnese para que as expectativas do paciente possam ser alcançadas.

Indicações para fazer Bichectomia

Por se tratar de um procedimento cirúrgico com resultados estéticos e terapêuticos, apresenta indicações distintas.
Como finalidade terapêutica, a cirurgia de bicheotornia está indicada para pessoas que mordem frequentemente a mucosa jugal por invasão do corredor bucal pela bola de Bichat, e desejam reduzir o volume das bochechas a fim de evitar problemas funcionais.
Com finalidade estética está indicada para pessoas que apresentam volume em excesso no terço inferior da face com desejo de esculpi-la, ou simplesmente valorizar suas características esqueléticas por definição do contorno facial através da diminuição do volume

Quem deve fazer Bichectomia

A bichectomia apresenta excelente resultado em:
– Pessoas magras com aparência de sobrepeso, ou seja, desproporção entre a cabeça e o corpo causada por excesso de volume das bochechas;
– Quando o paciente apresenta falta de harmonia entre os componentes faciais; ou
– Para aqueles que têm o desejo de transformar sua aparência fleumática assumindo uma personalidade mais forte

Evidências científicas da Bichectomia

Não existem evidências científicas comprovando que a bichectomia cause flacidez e envelhecimento precoce, uma vez que a bola de Bichat trata-se de um tecido gorduroso mole e profundo. É de caráter fisiológico a flacidez da pele na velhice, e não se pode associar isso à remoção de parte desta gordura, uma vez que esse processo acontece devido à perda de tônus muscular, à diminuição da produção de colágeno da pele, à flacidez dos ligamentos de retenção, à ptose dos coxins gordurosos externos, ao remodelamento ósseo, entre outros.

Leia também: Tudo sobre harmonização facial

 

Cuidados com a Bichectomia

Portanto, pacientes que já apresentem flacidez facial devem ser muito bem avaliados quanto à indicação da bichectomia pois esta pode, pela diminuição de volume em uma face sem sustentação e colágeno, provocar uma exacerbação do aspecto de envelhecimento. Nesses casos, a bichectomia, quando indicada, deve ser estar associada a outros procedimentos que promovam sustentação da face, como o lining facial obtido através de preenchimentos, cirurgias invasivas ou fios de sustentação. A diminuição do volume das bochechas já vem sendo realizada pelos cirurgiões como plásticos, há algum tempo, procedimento acessório de cirurgias de rejuvenescimento facial.

Leia também: LENTES DE CONTATO DENTAL: É POSSÍVEL REPARÁ-LAS OU REMOVÊ-LAS DEPOIS DE APLICADAS?

Bichectomia – A bola de Bichat

Historicamente, o corpo adiposo da bochecha foi descrito pela primeira vez, em 1732, por Heiter, que o classificou como uma estrutura de origem glandular, dando o nome de “Glândula Malar’. Em 1802, Marie François Xavier Bichat através de um estudo em cadáveres, descobriu que a estrutura era uma massa puramente de gordura envolvida por uma membrana fina de tecido conjuntivo, passando a ser denominada bola ou gordura de Bichat. Mais tarde, sua função, embriologia e relação com o espaço mastigatório foi estudada por outros anatomistas até que em 1884 foi confirmado que a bola de Bichat permanecia inalterada em caso de emagrecimento por se tratar de uma gordura estrutural, de amortecimento de determinadas musculaturas, sendo considerada especializada e denominada do tipo sissarcose.

Bichectomia – Funcionamento da bola de Bichat

A função fisiológica associada aos músculos da mastigação é observada em recém-nascidos, principalmente no ato da sucção, onde a bola de Bichat funciona como um coxim, amortecendo a pressão negativa e separando as fibras dos músculos envolvidos que estão trabalhando em diferentes direções de movimento. Nesta idade, também contribui na proteção dos ramos bucais do nervo facial, de forma termogênica, protegendo-o contra baixas temperaturas, e favorecendo a integridade das bochechas, permitindo o desenvolvimento das estruturas subjacentes da face. Na fase adulta não apresenta função estrutural ou de sustentação, diferente dos demais compartimentos de gordura do rosto, cuja absorção causa envelhecimento, não havendo, portanto, a necessidade de prevalência dessa estrutura.

Anatomia da Bola de Bichat

Anatomicamente, a bola de Bichat é composta por quatro compartimentos: porção temporal, corpo, porção bucal e porção pterigoidal. Superiormente, localiza-se na fossa temporal, descendo sob o arco zigomático, concentrando-se entre os músculos mastigatórios bucinador e masseter, girando profundamente pelo lado medial do ramo mandibular e nas superfícies laterais dos músculos pterigoideos medial e lateral. Durante o procedimento cirúrgico, apenas a porção bucal deve ser removida, e os outros três compartimentos, mantidos.
A glândula parótida, uma estrutura nobre importante relacionada à bola de Bichat, localiza-se superficialmente sobre o masseter, e seu canal de secreção de saliva, o dueto de Stenon, contorna a porção mais anterior deste músculo, atravessando a bola de Bichat e, em seguida, perfurando o músculo bucinador para se abrir no vestíbulo da boca, próximo ao segundo molar superior, na forma de uma saliência, a carúncula. O ducto de Stenon é de extrema importância, funcionando como ponto de referência para a incisão durante a técnica cirúrgica.

Padrões de beleza e a Bichectomia

Rostos arredondados já foram considerados, na antiguidade, sinônimo de atratividade. Nos tempos atuais, o padrão de beleza da face está relacionado a rostos mais delineados, com a formação de um triângulo invertido com base no terço médio da face e vértice voltado para baixo: triângulo da beleza, sinônimo de juventude.

Bichectomia e o “triângulo da beleza”.

A bichectomia é um dos procedimentos capazes de criar a área de sombra responsável pela ilusão do triângulo da beleza. Em alguns casos, deve ser associada ao preenchimento da região malar e/ou do contorno mandibular. Em outros casos, apenas a escultura da face com o preenchimento é capaz de criar pontos de luz e sombra, favorecendo o triângulo da beleza. Fios de sustentação também devem ser considerados quando o reposicionamento tecidual for necessário para a escultura em questão.

Como é a cirurgia de Bichectomia?

A bichectomia é um procedimento cirúrgico relativamente simples, podendo ser realizado em consultório ou ambiente hospitalar, apenas com anestesia local. A harmonia da face pode começar a ser observada a partir do 15º dia, sendo o resultado final funcional e estético obtido após 90 dias de cirurgia.

Complicações da Bichectomia

Como qualquer procedimento cirúrgico, complicações podem ocorrer, sendo as mais comuns, no pós-operatório imediato, hematoma, hemorragia, equimose e edema. As infecções ocorrem com menor frequência e normalmente durante a primeira semana do pós-cirúrgico, podendo ser tratadas com antibioticoterapia. O trismo, outra complicação possível, pode ser evitado com aconselhamento ao paciente para movimentar a mandíbula após a cirurgia.
Paralisia do nervo facial, bucal ou zigomático também pode ocorrer devido à manipulação inadequada da loja cirúrgica, além de estenose do ducto de Stenon. Assimetrias faciais somente ocorrerão caso não exista um correto planejamento cirúrgico quanto às quantidades de tecido gorduroso a serem removidas. Exames de imagem são bons auxiliares do planejamento.

Qual o valor / preço de uma cirurgia de Bichectomia?

O valor em média do procedimento de Bichectomia é de R$1500 a R$3000 reais. O valor deverá ser definido apenas mediante consulta.

Quais os cuidados pós Bichectomia?

– Deixe a cabeça levemente levantada ao dormir;
– Fale o menos possível;
– Tenha cuidado ao escovar os dentes. Limpe a boca depois de cada refeição para reduzir os riscos de infecção;
– Faça compressas geladas nos primeiros três dias;
– Prefira alimentos líquidos nas primeiras 48 horas e evite tudo o que for cítrico;
– Não tome banho de sol por quatro semanas ou enquanto houver áreas roxas;
– Quando você precisar sair de casa use protetor solar fator 30 ou mais;
– Analgésicos não são recomendados. Em caso de dor, peça indicação de medicamentos para o seu dentista;
– Permanecer três dias de repouso;
– Ao voltar para rotina de trabalho, vá com calma;
– Atividades físicas leves podem ser retomadas em duas semanas e as mais intensas, depois do primeiro mês, conforme orientação médica.

Como desinchar a bochecha após Bichectomia?

Aplicar compressas geladas no rosto 3 a 4 vezes por dia durante 1 semana;
Dormir com a cabeceira da cama levantada até que o inchaço do rosto desapareça;
Fazer uma dieta pastosa durante os primeiros 10 dias para evitar abertura dos cortes.

O que comer no pós-operatório de Bichectomia?

Nos primeiros dois dias após a bichectomia – cirurgia de redução das bochechas para afinar o rosto – é aconselhada dieta liquida e pastosa. Alimentos gelados como sorvetes e sucos são sempre indicados, pois ajudam a diminuir o edema na região. Após o terceiro dia uma dieta com alimentos sólidos já pode ser retomada.

Quanto tempo demora para aparecer o resultado da Bichectomia?

A grande expectativa da bichectomia é o afinamento do rosto, dando maior destaque para as maçãs e contorno do rosto. O resultado começa a aparecer após os primeiros 15 dias e o resultado final ate 3 meses(90dias)

Quais os riscos da Bichectomia?

Ainda que a bichectomia seja considerada uma cirurgia simples, é preciso ter cuidado para que o resultado esperado realmente seja alcançado.
Mais importante que isso, é conhecer os riscos implicados a esse procedimento, seja para saber o que esperar ou mesmo para reavaliar a necessidade de seguir com a ideia.

• Cortes acidentais:
• Problemas na cicatrização

Bichectomia em homens

Homens também podem realizar a cirurgia de redução das bochechas
Os modelos famosos têm bochechas pequenas, rosto com contornos bem definidos, principalmente na região da mandíbula. Caso o teu rosto não seja assim, saiba que é possível conseguir grandes melhoras. A cirurgia de bichectomia é preferida de modelos para deixar o rosto ainda mais bonito.
Muitos homens procuram a cirurgia de bichectomia, isto porque bochechas grandes dão um ar infantilizado para o paciente. Além disso, dão um aspecto de sobrepeso ou obesidade. A retirada da gordura de Bichat reduz o tamanho das bochechas e dão um melhor contorno ao rosto.

Leia também: LENTES DE CONTATO DENTAL: ENTENDA COMO FUNCIONAM, COMO SÃO FEITAS E APLICADAS.

Fotos sobre bichectomia

 

Tudo sobre a Bichectomia

Bichectomia na Elevare

Tudo sobre a Bichectomia

Bichectomia na Elevare

Bichectomia na Elevare

Tudo sobre a Bichectomia

Bichectomia na Elevare

Bichectomia na Elevare

Entenda a bichectomia da Elevare

Entenda a bichectomia da Elevare

Bichectomia da Elevare

Bichectomia da Elevare

Tudo sobre a Bichectomia

Tudo sobre a Bichectomia

Tudo sobre a Bichectomia

Tudo sobre a Bichectomia

Tudo sobre a Bichectomia

Tudo sobre a Bichectomia

Tudo sobre a Bichectomia

Tudo sobre a Bichectomia

Tudo sobre a Bichectomia

Tudo sobre a Bichectomia

Tudo sobre a Bichectomia

Tudo sobre a Bichectomia

Tudo sobre a Bichectomia

Tudo sobre a Bichectomia

Tudo sobre a Bichectomia

Tudo sobre a Bichectomia

Tudo sobre a Bichectomia

Famosos e a Bichectomia

Tudo sobre a Bichectomia

Famosos e a Bichectomia

Tudo sobre a Bichectomia

Famosos e a Bichectomia

Tudo sobre a Bichectomia

Famosos e a Bichectomia

Tudo sobre a Bichectomia

Famosos e a Bichectomia

 

Vídeos sobre bichectomia

 

 

Fontes:

Ativo Saúde

Wikipedia

Venha realizar uma consulta/avaliação conosco, contamos com uma excelente profissional a Dra. Taisa Malaman, especialista em Ortodontia e Ortopedia.

TELEFONES:

11 4323-2001
11 93339-9169
11 97192-3246

ENDEREÇO:

R. Iguatemi, 192
Cj 13 – 1º Andar – Itaim Bibi
São Paulo – SP

Copyright © 2020 - ELEVARE Odontologia Estética